Muitas vezes, aqueles que sofreram um acidente vascular cerebral ou que estão lutando contra o Mal de Parkinson, sentem enorme dificuldade em atividades cotidianas que para pessoas saudáveis são normais, como equilíbrio ou controle emocional.

A Realidade Virtual (VR) tem sido cada vez mais empregada como tratamento eficaz, estimulando áreas neurais danificadas e acelerando a recuperação do controle postural assim como nos membros com mobilidade reduzida.

Uma mistura de Realidade Virtual (VR) e aumentada, permite ao paciente visualizar ações simples através de um avatar virtual. Embora eles não possam realizar o movimento real, a VR aumenta a atenção, motivação e engajamento com feedback visual e auditivo e o esforço mental resultante ajuda seus sistemas nervosos traumatizados a se recuperar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *